Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


servicos:correio_eletronico:start

Correio Eletrônico

O serviço de correio eletrônico do DCC está disponível para professores, alunos e funcionários do Departamento.

Funcionamento

O acesso às caixas postais do correio eletrônico do DCC é feito através do protocolo IMAP. Para ler suas mensagens armazenadas no servidor IMAP recomendamos fortemente o uso de software cliente de email, como por exemplo, o thunderbird. Eventualmente, quando seu único recurso for um browser, você pode acessar o servidor IMAP via Webmail. Para saber como configurar seu software cliente de email por favor leia a seção “Guias de Configuração” neste site.

Componentes

O sistema de correio eletrônico do DCC é composto por três serviços principais:

  1. Recebimento de mensagens
  2. Armazenamento e leitura de mensagens
  3. Envio de mensagens

Recebimento de mensagens

Esse serviço cuida do recebimento de mensagens externas e da aplicação de filtros iniciais nas mensagens. Quando é feita uma conexão externa, o servidor verifica se a máquina de origem está cadastrada em alguma lista de conhecidos servidores de envio de SPAM; caso esteja, a conexão é recusada. Após essa verificação, é checada se a origem consta de uma lista de máquinas que já enviaram algum email para o DCC; se esse não for o caso, o nosso servidor pede para que o servidor do remetente confirme o envio da mensagem. Essa confirmação, pedida e recebida automaticamente, normalmente é ignorada por spammers.

Depois que a mensagem é recebida, ela é submetida a uma verificação por um filtro antivírus, que recusa mensagens infectadas, e também por um filtro anti-spam, que apenas marca as mensagens suspeitas com um cabeçalho específico, que pode ser utilizado por cada usuário para fazer uma filtragem própria. Depois desses testes, a mensagem é enviada para o servidor de armazenamento.

O serviço de recebimento de mensagens é feita por dois servidores, sendo um backup do outro.

Armazenamento e leitura de mensagens

As mensagens ficam armazenadas em um servidor que também funciona como servidor IMAP, para ser utilizado por seu leitor de correspondência. Esse acesso pode ser feito tanto de dentro, quanto de fora do DCC, usando padrões de criptografia.

Cada usuário tem um quota de disco nesse servidor. Caso a quota seja ultrapassada, as mensagens ficam na fila por um período (no momento, quatro dias) esperando que o usuário libere espaço. Após esse prazo, a mensagem é retornada para o remetente, com uma mensagem de erro indicando a falta de espaço.

É feito um backup diário desse servidor, no horário da madrugada, para salvar as mensagens recebidas durante o dia.

Envio de mensagens

Esse serviço faz o encaminhamento das mensagens escritas pelos usuários nas máquinas do DCC. Caso a mensagem não possa ser entregue imediatamente, ela é colocada em uma fila de espera, para que sejam feitas outras tentativas de entrega. Essas tentativas são feitas automaticamente, sem necessidade de intervenção do usuário.

O serviço também pode ser acessado de fora do DCC, para possibilitar o envio de mensagens a partir de máquinas externas. Nesse caso, é necessário fazer uma autenticação usando os dados de login do DCC.

Outros componentes

Webmail

Além dos serviços principais, o DCC também conta com um servidor de webmail. Esse servidor é configurado para acessar a caixa postal do usuário, e deve ser utilizado apenas nos casos em que não é possível usar um leitor de email para acesso direto ao servidor de armazenamento. Para utilizá-lo, visite esse link .

Listas

O DCC possui também um servidor de listas de correio eletrônico. Esse serviço possibilita aos usuários do DCC criar e manter uma lista de correspondência. Para maiores informações, clique aqui .

Problema para enviar emails? A porta de envio deve ser alterada.

Desde 29 de junho de 2012, o envio de emails utilizando o servidor SMTP do DCC a partir de clientes que estejam fora da rede do Departamento deve ser feito utilizando a porta 587.

Quem utiliza o webmail ou clientes de correio dentro da rede do DCC não precisa fazer nada.

Quem utiliza clientes de correio eletrônico em redes externas (Outros departamentos ou unidades da UFMG, computadores domésticos, etc), deve fazer a alteração da configuração se ainda utilizava a porta 25 para envio de email (SMTP).

Essa mudança é para atender a recomendação do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) que determinou o bloqueio da porta de comunicação, que é considerada um dos principais meios de propagação de spam: a porta 25. Usuários de provedores que seguiram essa recomendação devem, para não ficarem impedidos enviar mensagens, adotar porta a 587, que é uma das que exigem autenticação.

Informações sobre a configuração de leitores de e-mail podem ser visualizadas em: http://www.crc.dcc.ufmg.br/tutoriais/correio_eletronico/start

SPAM

Definição e Política Anti-Spam

O que é SPAM?

A definição de spam do ponto de vista prático é o envio abusivo de correio eletrônico não solicitado em grande quantidade distribuindo propaganda, correntes e esquemas de “ganhe dinheiro fácil”. É o envio de correio tentando forçar a leitura pela pessoa que recebe que outrora sequer optou por este recebimento. Um desperdício de recursos da rede pago por quem recebe.

No ambiente internet, “spam” significa enviar uma mensagem qualquer para qualquer quantidade de usuários, sem primeiro obter a expressa e explícita autorização daqueles destinatários. Este procedimento, propiciado pelo baixo custo de envio de mensagem eletrônica, causa inconveniência e custo para o destinatário. Na verdade, o que se quer é ter mecanismos que reduzam a níveis mínimos o volume de “junk emails” (mensagens “lixo”) em nossas caixas postais eletrônicas.


Como é tratado o SPAM no DCC

No DCC os emails recebidos são analisados por um programa chamado SpamAssassin. Este programa é um filtro inteligente de email que utiliza uma variedade de testes para identificar mensagens não solicitadas, mais conhecidas como spam.

O SpamAssassin não filtra as mensagens. Ele apenas classifica a mensagem como SPAM, de acordo com uma pontuação obtida com um conjunto de testes. Mesmo classificada como SPAM, a mensagem é entregue ao destinatário. Cabe ao destinatário interferir na entrega da mensagem.

Cada usuário pode configurar um “processador de mensagens eletrônicas”, o procmail, para realizar a entrega das mensagens. Este processador pode descartar as mensagens marcadas como SPAM, movê-las para uma pasta a parte, ou simplesmente ignorar a marca e entregar a mensagem na caixa de entrada.

É possível configurar este mesmo processador para agir baseado em expressões regulares em outros campos da mensagem, por exemplo, o assunto ou o remetente, e entregá-la em uma pasta específica, mesmo que ela tenha recebido a marca de SPAM.

Para evitar que uma mensagem seja incorretamente marcada como SPAM, é necessário que o remetente altere seu comportamento ao redigi-la.

  • Ative o filtro anti-spam, seguindo as orientações que estão aqui.

Estatísticas

Estatísticas dos servidores de correio eletrônico: IMAP e SMTP.

Servidor IMAP:

Servidor SMTP:

servicos/correio_eletronico/start.txt · Última modificação: 2017/03/02 10:21 por alison

Ferramentas da página